sábado, 14 de Março de 2009

A MEMÓRIA


"O que é o presente?
É uma coisa relativa ao passado e ao futuro.
É uma coisa que existe em virtude de outras coisas existirem"

............................................................................................................................ Alberto Caeiro


...


A memória é o processo cognitivo que compreende a retenção e a recuperação da informação. É um sistema aberto em que a informação entra (aquisição), é armazenada (retenção), podendo ser recuperada (recordação).


...

É a nossa memória que nos permite reter conhecimentos, informações, acontecimentos, encontros. É graças à memória que estruturamos o presente e que é possível pensarmos e projectarmos o futuro. É a memória que nos assegura que continuaremos a aprender novos conhecimentos, novos conceitos, novos sentimentos e novas experiências.
A memória é essencial à nossa sobrevivência que nos permite, sempre que precisamos, actualizar a informação necessária para dar respostas aos desafios do meio. É por termos memória que aprendemos a lidar com o meio e é a memória que actualiza, sempre que precisamos, os comportamentos aprendidos adaptados à situação. Quase tudo o que fazemos exige memória.

A memória envolve um conjunto complexo de processos que prevê:

· Codificar a informação produto da experiência (aquisição);
· Armazenar a informação (retenção);
· Recuperar e utilizar a informação no processo de interpretação e acção sobre o meio (recordação).

A partir desta enumeração, podemos definir memória como o conjunto de processos e estruturas que codificam, armazenam e recuperam informações, experiências. A memória é a capacidade do cérebro em armazenar, reter e recordar a informação.
A memória quanto à duração pode ser definida por memória a curto prazo e memória a longo prazo.

A memória a curto prazo é uma memória que retém a informação durante um período limitado de tempo, podendo ser esquecida ou passar para a memória a longo prazo.

A memória a longo prazo é um tipo de memória que é alimentada pelos materiais da memória a curto prazo que são codificados em símbolos. Esta retém os materiais durante horas, meses ou toda a vida. Na memória a longo prazo há diferentes modalidades de armazenamento da informação para diferentes registos (visual, auditivo, olfactivo, táctil, e ainda da linguagem e do movimento).
Quando evocamos um objecto, facto ou acontecimento, a sua representação na memória não é uma reprodução fiel. As representações implicam uma selecção da informação, a sua codificação, a associação a experiências anteriores ou a acontecimentos relevantes. Marcadas pela experiência, pelas emoções, pelos afectos, as representações são guardadas pela memória, sendo activadas sempre que necessário. A realidade exterior ausente pode ser substituída por uma realidade interior mantida pela memória, que entretanto foi modificada.
A retenção na memória distingue-se, assim, de outras formas de armazenamento.
Podemos definir esquecimento como a incapacidade de recordar, de recuperar dados, informações, experiências que foram memorizadas. Esta incapacidade pode ser provisória ou definitiva.
Geralmente, associa-se ao termo esquecimento um valor negativo, sendo, muitas vezes, considerado um falha, uma patologia da memória. Contudo, o esquecimento é essencial, é a própria condição da memória: é porque esquecemos que continuamos a reter informações adquiridas e experiências vividas. Seria impossível conservar todos os materiais que armazenamos, tendo o esquecimento a função de seleccionar para podermos adquirir novos conteúdos. O esquecimento tem, assim, uma função selectiva e adaptativa: afasta a informação que não é útil e necessária.


.............................................................................................................Tatiana, 12ºA

...

A memória é um processo cognitivo que constrói de maneira dinâmica uma representação interior da realidade. Esta é essencial par a nossa sobrevivência, sendo condição da adaptação ao meio e para a aquisição de novas aprendizagens. Muitas pessoas associam a memória ao esquecimento, mas a memória não está centrada só nesse aspecto, mas também está na base de todos os nossos actos, acontecimentos, comportamentos, atitudes e conhecimentos.
Há três processos na memória:
codificação, armazenamento e recuperação.

É através da codificação que ocorre uma tradução de dados em formato de código, que pode ser acústico, visual ou semântico. É neste processo que as informações sensoriais são armazenadas no cérebro.
No armazenamento há registo da codificação no sistema mental que é armazenado e conservado de forma mais ou menos permanente para posterior utilização.
Na recuperação ocorre a extracção de um determinado traço amnésico de entre todos os outros que foram armazenados. É neste processo que lembra-se, recorda-se, evoca-se uma informação.


Distinguem-se dois tipos de memória:
memória a curto prazo que é um tipo de memória que retém a informação durante intervalos muito curtos; memória a longo prazo que armazena a informação por períodos muito mais longos. Dentro da memória a curto prazo existe dois tipos de memória: imediata e de trabalho. Na memória imediata a informações recebidas ficam retidas durante uma fracção de segundos. Na memória de trabalho as informações mantêm-se durante o tempo em que nos é útil que permite a manutenção temporária da informação necessária para realizar uma tarefa. Dentro da memória a longo prazo existe quatro tipos de memória: não declarativa, declarativa, episódica e semântica. A memória não declarativa corresponde às informações que se utilizam nos comportamentos motores dos quais não se tem consciência. A memória declarativa implica a consciência do passado, do tempo, reportando-se a factos, acontecimentos, pessoas. A memória episódica corresponde aos acontecimentos pessoalmente vividos por uma pessoa. A memória é a memória de linguagem (ortografia, sentido das palavras, de factos culturais).
A memória não é uma reprodução do passado mas reconstrói os dados (recordações), que recebe ao longo dos anos reforçando uns e omitindo outros.
.................................................................................................................... Luís, 12ºC

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...